Muitas pessoas vivem em uma corrida contra o relógio. De casa para o trabalho e do trabalho para a casa. Com tanta pressão para cumprir metas, capacitar-se constantemente e pagar as contas, mal sobra tempo para manter a qualidade de vida.

A verdade é que o status, o consumismo e a falta de controle financeiro ainda são as principais motivações para as longas jornadas de trabalho e uma busca desenfreada para ganhar mais e mais.

Milhares de profissionais estão há décadas na mesma situação: exaustos, frustrados e com a saúde comprometida. Tanto que a Agência de Saúde Pública de Barcelona, na Espanha, destacou que viver para trabalhar pode causar, principalmente, problemas cardíacos, doenças de pele e transtornos mentais, como a depressão.

Diante desse cenário, a pergunta que resta é: será que vale mesmo a pena dedicar toda a sua existência ao trabalho? Nós temos certeza que não.

Se você se encontra nessa situação, saiba que existem algumas saídas para construir uma carreira de sucesso sem abrir mão da qualidade de vida. Quer saber quais são elas? Confira a seguir:

1) Invista na criação do seu próprio negócio

A pressão por resultados nas empresas sempre existiu, mas em tempos de recessão econômica pode se agravar ainda mais. Situações como essa tornam o investimento em um negócio próprio uma solução viável para ganhar dinheiro sem abrir mão da qualidade de vida.

Claro que a vida de um empreendedor também não é fácil, mas, finalmente, você terá a oportunidade de viver para um trabalho que segue suas próprias regras e no qual acredita com recompensas maiores do que o lucro, como:

Fazer o que bem entender com o seu tempo

Tempo pode ser mais valioso do que dinheiro, se for bem utilizado. É comum, em jornadas de trabalho tradicionais, existirem aqueles dias em que a produtividade simplesmente não existe: vai-se ao escritório apenas para cumprir horas.

Ter o seu próprio negócio te dará a oportunidade de criar a sua jornada de trabalho e atuar nos momentos em que se sentir mais produtivo e motivado. E qualidade de vida está associada à possibilidade de fazer as suas próprias escolhas, de acordo com o seu tempo e com o que for melhor para você.

Ter oportunidades de aprendizado

A estagnação pode ser um grande problema dos empregos tradicionais, principalmente para profissionais que estão há anos no mesmo cargo. Sem oportunidades de aprendizado e novos desafios, é comum ver pessoas menos motivadas e que perdem o propósito na sua atuação profissional.

Para desenvolver seu negócio, o empreendedor precisa estar em constante evolução. Compreender as necessidades de cada departamento, além de acompanhar o desenvolvimento do mercado consumidor exige constante atualização.

Trabalhar em um ambiente que promove a inovação, o aprendizado e o desenvolvimento pessoal é dar a si mesmo uma dose de motivação porque você percebe o quanto pode crescer e evoluir, tanto profissional quanto pessoalmente. E disso ninguém deve abrir mão, nem pelo dinheiro.

Ser o seu próprio chefe

Abrir o próprio negócio não significa que você não terá mais de receber ordens. Afinal, até mesmo os empreendedores precisam responder aos investidores e aos fornecedores. Ser o seu próprio chefe significa ter liberdade para fazer as próprias escolhas, criar oportunidades e ter uma noção real do seu valor como profissional. E o melhor: até onde você pode ir, sem amarras nem a pressão para ganhar a aprovação de outra pessoa.

Conquistar a liberdade financeira

Quantas pessoas trabalham, com desempenho excepcional, há anos para a mesma empresa e nunca receberam um aumento de salário? Quantos profissionais se mantêm em um trabalho que odeiam apenas pela compensação financeira? Incontáveis.

Mesmo com uma jornada árdua, o empreendedorismo pode te dar a liberdade financeira que você tanto sonha e a oportunidade de fazer algo que adora. O mercado para novos negócios se mostra cada vez mais promissor. Assim, se você criar um produto ou um serviço que gere valor, o sucesso será garantido.

2) Construa um plano de carreira

A falta de metas claras pode ser um dos principais problemas de quem vive para o trabalho. Se você não sabe verdadeiramente o que quer, fica mais difícil entender que caminho seguir e que atitudes tomar.

Responda sem pensar: você está feliz com o seu trabalho? Se a resposta for “não”, um plano de carreira pode te ajudar a entender as suas expectativas e identificar as suas habilidades e os seus pontos fracos para fazer as mudanças necessárias — seja de empresa, seja de área de atuação.

E mesmo que a sua resposta para a nossa pergunta tenha sido “sim”, ele ainda será útil. Com um plano em mãos, você pode ganhar mais flexibilidade na empresa e a confiança dos seus supervisores.

Esse tipo de estratégia é muito útil para demonstrar que o seu desempenho e o seu comprometimento não dependem do número de horas que passa no escritório, mas sim da sua capacidade como profissional.

3) Melhore a sua organização

Se você planeja bem o seu dia, é capaz de realizar diversas atividades em um espaço de tempo muito menor.

Sem organização, será inevitável viver para o trabalho. E quando você menos esperar, a aposentadoria estará batendo à porta sem que você tenha aproveitado os momentos com a família, com os amigos e consigo mesmo. Faça do tempo um aliado.

4) Estabeleça prioridades

Você já parou para pensar sobre o que realmente espera da vida? Em que ordem estes itens aparecem na sua lista de prioridades?

  • Família;
  • amigos;
  • relacionamento;
  • trabalho;
  • dinheiro;
  • e felicidade.

O 1º passo para encontrar equilíbrio e qualidade de vida é estabelecer suas prioridades e somente então trabalhar por elas.

Por exemplo: se os seus filhos são mais importantes do que o seu emprego, você deve dedicar mais tempo a eles. Se pedir demissão não for uma opção, é preciso pensar em alternativas para fazer isso acontecer, como dizer “não” às horas extras, parar de levar trabalho para casa ou mudar de emprego.

Quando você estabelece prioridades, fica mais fácil resolver problemas que parecem complicados. Além disso, você para de se culpar e de trabalhar tanto por algo que não traz valor para a sua vida.
Gostou das nossas dicas? Acredita que elas foram úteis na sua busca por qualidade de vida? Então compartilhe-as nas redes sociais e ajude os seus amigos!

Shares
Share This