O desejo de se tornar o próprio chefe e abrir uma empresa está entre os maiores sonhos do brasileiro. E para quem quer iniciar um negócio do zero, a primeira dica que podemos dar é analisar os pequenos negócios de sucesso que estão ao seu redor para ter uma noção por onde começar.

É comum vermos histórias de pessoas que apostaram tudo em uma ideia, largaram o emprego e realizaram seu sonho de administrar o próprio negócio. Contudo, não basta apenas uma boa ideia e ter o capital necessário para tirá-la do papel.

Espelhar-se em relatos de sucesso é sempre bom, porém devemos ser racionais , afinal, cada pessoa tem a sua própria trajetória e não é possível afirmar, com plena certeza, se determinado projeto dará certo ou não. Pequenos negócios de sucesso são criados a partir de pesquisa, estudo, planejamento e capacitação.

Separamos algumas dicas essenciais para quem está no caminho de criar um negócio de sucesso. Confira a seguir:

Busque negócios relacionados às suas competências

“Trabalhe com o que ama e não terá de trabalhar um dia sequer”. Essa é uma verdade incontestável, especialmente se você está abrindo seu próprio negócio.

Normalmente a ideia de abrir um negócio surge a partir da insatisfação com o emprego atual e a falta de tempo para a família e o lazer. Quando a pessoa se torna empreendedora, é possível que o tempo escasso persista, já que um negócio próprio exige muita dedicação para dar certo.

Mas e quanto à insatisfação? Será que vale a pena empreender e continuar infeliz e estressado com o que faz? É essa vertente da sua vida profissional que precisa mudar quando você decide trabalhar para si mesmo. E é por isso que o futuro empresário deverá escolher uma área com a qual tenha afinidade, de preferência em um segmento alinhado às suas capacidades (e experiências) profissionais.

Dessa forma, o empresário se sentirá mais motivado a superar os desafios e as barreiras da área escolhida. E será possível utilizar toda a bagagem construída (na vida e na carreira profissional) em prol do novo negócio. Esse empenho será refletido diretamente na empresa, na forma como o atendimento é realizado e, obviamente, nos resultados alcançados. Além disso, ele desempenhará todas as tarefas com prazer e entusiasmo, dois ingredientes indispensáveis na receita do sucesso.

Acredite em si mesmo

É preciso ter confiança e, especialmente, vontade de vencer para atingir o sucesso em seu negócio.

Acreditar em si mesmo, em suas capacidades e em sua ideia é essencial para lidar com todos os contratempos que aparecerão em sua caminhada. Afinal, que chances teria de dar certo um negócio no qual nem o próprio criador acredita? Difícil, né?

Depois de refinar sua proposta com um grupo de pessoas próximas (escolha pessoas nas quais você realmente confia, e que torcem pela sua felicidade), o passo seguinte é realizar uma autoavaliação para saber, realmente, quais são seus objetivos e expectativas sobre o negócio.

Lembre-se de que ter autoestima é fundamental, mas ser muito confiante pode ser prejudicial para enxergar problemas e furos na ideia do negócio. O ideal é encontrar o equilíbrio e analisar, com base em dados concretos, qual a viabilidade do negócio. Não seja displicente e nem autocrítico demais.

Atenda a uma demanda específica

Depois de identificar uma área com a qual você tenha afinidade e as competências profissionais necessárias, o segundo passo é descobrir uma demanda não atendida no mercado.

É necessário oferecer uma solução específica para atender a um problema singular do público-alvo de sua área de atuação. É preciso pesquisar bastante e ver os números desse mercado. Mas, acima de tudo, é preciso sair de trás da mesa e ir a campo para conversar com seus possíveis clientes, a fim de entender profundamente o que eles precisam, quais obstáculos estão enfrentando e quais seus sonhos.

Assim, será possível pensar em um negócio que apresente um produto ou serviço inovador, aumentando consideravelmente as chances de seu empreendimento obter o sucesso esperado.

Lembro-me de uma história, que ouvi em uma palestra sobre marketing: Um vendedor de sapatos foi enviado a uma cidade e ligou irritado para o chefe, reclamando da covardia que havia sido enviá-lo para lá, já que ninguém usava sapatos.

Bem ao lado dele, estava o vendedor do seu concorrente, ligando para o chefe e dizendo que não poderia tê-lo enviado para lugar melhor, afinal, ali ninguém usava sapatos… Ainda!

E é como esse segundo vendedor que você deve pensar: lembre-se que o sucesso do seu produto depende de pesquisas prévias, mas também da sua capacidade de inovar, arriscar e enxergar as coisas por um ângulo mais positivo.

Empresas que ofereçam alimentos especiais para quem tem restrições alimentares ou atividades colaborativas que levem em conta a sustentabilidade são bons exemplos de mercados que ainda têm muito a oferecer, basta encontrar a forma certa de explorá-los. E, assim como estes, existem outros setores carentes de produtos e serviços de boa qualidade, portanto, se for o caso, adapte sua ideia, mas tudo sem perder a essência, é claro.

Procure aconselhamento e discuta sua ideia

Não tenha medo de compartilhar sua ideia com outras pessoas. É preciso apresentar sua proposta e discutir todos os pontos fortes e fracos. Opiniões diferentes podem adicionar valor à sua ideia de negócio.

Além disso, dependendo das pessoas com quem você for conversar, a experiência adquirida é essencial para dar um norte a quem está criando coragem para abrir sua empresa.

Poder contar com o aconselhamento de algum empresário com experiência é crucial. Na prática, procure por pessoas que tenham negócios de sucesso e discuta suas ideias com elas. Nessa etapa, contar com um mentor pode lhe economizar muito tempo e recursos para que atinja o sucesso no seu negócio.

Tire todas as suas dúvidas e absorva tudo que for necessário. Isso é essencial para saber se sua ideia é válida, quais são suas principais barreiras, desafios a serem superados etc., lembrando que pequenos obstáculos que são previsíveis de surgir no dia a dia não são motivos para desistir de tudo.

No mercado do empreendedorismo, assim como em qualquer outro, nem tudo são flores. Cabe a você traçar estratégias para vencer esses percalços, portanto, já comece a pensar nisso desde essa fase inicial.

Existem pessoas que têm tanto medo que suas ideias sejam copiadas que as guardam somente para si. Daí um belo dia, alguém, coincidentemente, tem uma ideia igual e ela se torna um sucesso. Já imaginou como se sente a pessoa que teve a ideia primeiro em uma situação como essa?

Pois bem, não seja essa pessoa! Suas ideias devem, sim, ser discutidas com gente mais experiente e que entenda relativamente sobre mercado. Também não adianta apresentá-las a um concorrente em potencial. Fique bem atento antes de confiar em alguém, não só para falar do seu negócio; aliás, essa regra vale para a vida.

Acredite: não existe “tempo certo” para empreender

Muitos negócios prosperam na crise, e o cenário econômico brasileiro tem nos mostrado isso. Segmentos como moda, beleza, alimentação e educação online, por exemplo, seguem firmes e fortes, com empresários oferecendo soluções criativas e mais em conta para atender às diversas demandas do mercado. O medo de empreender é natural e até positivo em algum ponto.

Contudo, o empresário não tem de ficar esperando o “tempo certo” para tirar suas ideias do papel. Muita gente não consegue realizar o sonho de abrir a própria empresa pois fica estagnado: o “tempo certo” nunca chega para aqueles que não dão o primeiro passo.

Lembre-se que uma crise traz algumas dificuldades, mas também muitas oportunidades. Talvez com ela venha o seu momento de empreender. Falamos em seu momento e não em “momento certo”, pois quem faz a ocasião ideal para cada coisa somos nós mesmos.

Seja igual àquele homem que desejava empreender e, quando olhou à sua volta, percebeu que todos estavam chorando por causa da crise. E ele não teve dúvidas: montou uma fábrica de lenços!

Descreva sua meta e foque nos objetivos

Coloque todas as suas ideias e metas no papel e analise-as minuciosamente. Isso ajudará a obter uma ideia mais clara de todos os objetivos necessários para que seus propósitos sejam alcançados. Com as metas descritas, o empreendedor terá mais facilidade em achar erros e encontrar formas de alcançar esses objetivos.

Ao criar um pequeno plano de negócios, o futuro empresário deverá responder algumas dúvidas essenciais, tais como: Como é a demanda do mercado? Quem é o público que vai consumir os produtos de sua empresa? Como seu negócio poderá oferecer um produto que agregue valor à vida do cliente e, ao mesmo tempo, crie um diferencial com relação aos meus concorrentes?

Faça uma espécie de roteiro, com um passo a passo da concretização do seu negócio e inclua informações relevantes. Estabeleça pequenas metas e, não passe para a próxima, até que a anterior tenha sido cumprida. Essa organização é o que vai ajudá-lo a não “meter os pés pelas mãos” e insistir em algo que ainda precisa ser lapidado para dar certo.

Além disso, você precisa saber exatamente onde quer chegar, quais são os seus objetivos com o empreendimento, pois só alcança algo na vida aquele que sabe exatamente em que direção está caminhando. Caso contrário, você pode acabar se perdendo pelo meio do caminho.

Busque especialização

Independentemente de qual seja o ramo que você escolheu, estudar é o melhor caminho. Conhecer um pouco sobre mercado e como divulgar seu produto é inerente a qualquer ramo. A especialização é uma ferramenta fundamental em todos os estágios da vida de um empresário. Para quem não tem experiência em administração, gestão e empreendedorismo, por exemplo, a realização de cursos online é uma excelente forma de capacitação.

Não basta apenas uma ideia estruturada e o dinheiro para iniciá-la: o empreendedor deve estar preparado para tomar as melhores decisões na empresa e aprender a lidar com desafios que aparecerão na jornada. Alguns cursos essenciais na vida de qualquer empresário são gestão, empreendedorismo, marketing, marketing digital e autoconhecimento.

Nem tudo é totalmente previsível na vida de um empresário e calcular o lucro não é somente subtrair o preço de compra do de venda. Portanto, pode ser que na prática, administrar não seja tão fácil quanto parece. É aí que você não deve ter a pretensão de que consegue fazer tudo sem buscar conhecimento técnico.

A ideia de que é possível gerir baseado apenas em conhecimentos informais e feeling não passa de uma ilusão. Informações técnicas servem como base para todas as suas decisões e permitem que você faça cálculos e/ou comparativos antes de agir.

Obtendo essas especializações, o empreendedor terá a capacidade de analisar qualquer ideia e transformá-la em um negócio bastante lucrativo, pois aprenderá todas as técnicas, ferramentas e conceitos necessários para construir um negócio de sucesso.

Conclusão

Pequenos negócios de sucesso são criados a partir de uma excelente gestão, noções de empreendedorismo, planejamento, autoconhecimento e muito trabalho duro. Pesquise bastante e faça uma auto avaliação para saber qual é o seu perfil. Lembre-se que o sucesso não vem apenas da “sorte de estar no lugar certo, na hora certa”. Ele também é fruto de muito trabalho e esforços contínuos.

Investir em cursos online é uma boa opção de aprender e se preparar, pois o medo e a insegurança são as principais barreiras do empresário brasileiro. Nos cursos, você vai aprender a fazer cálculos e analisar a fundo situações hipotéticas e é daí que sairá o combustível para aprimorar a sua ideia e a segurança para tirá-la do papel.

E mesmo quando você tiver conseguido colocá-la em prática, lembre-se que o empresário de sucesso nunca para de se aperfeiçoar. Ele está sempre em busca de novos conhecimentos para aplicar ao seu negócio e torná-lo a cada dia melhor.

Se você possui uma excelente ideia, identificou um nicho de mercado e uma solução inovadora, aposte em capacitação para tirar as ideias do papel. E, depois, comece a agir! Entre erros e acertos, você saberá percorrer o melhor caminho para alcançar as metas e objetivos traçados em seu plano de negócios.

Cada novo passo deve ser baseado nessa análise e os erros também podem se tornar grande fonte de aprendizado. Portanto, não desanime caso alguma decisão sua não traga o resultado esperado. O importante é manter o saldo positivo e fazer de pessoas que entendam do assunto uma espécie de conselheiros para a tomada de decisões.

Gostou do post? Assine nossa newsletter e receba novos conteúdos enriquecedores para seus planos! Aproveite também para baixar o nosso e-book sobre transição de carreira. 

Shares
Share This