O que faz algumas pessoas alcançarem a prosperidade financeira e vivenciarem com abundância e felicidade, enquanto outras passam anos em trabalhos insatisfatórios que lhes pagam muito pouco? O que faz a diferença na maneira como cada um se relaciona com o dinheiro?

A resposta para a questão acima pode estar no entendimento do que é a verdadeira prosperidade — incluindo a prosperidade financeira. No artigo de hoje, vamos compreender melhor por que é importante saber diferenciar o “ser rico” do “ser próspero” e como isso impacta em nossas atitudes diárias em busca de dinheiro e satisfação pessoal. Acompanhe:

Diferença entre prosperidade financeira e riqueza

O primeiro passo da jornada em busca da prosperidade financeira é saber diferenciá-la da riqueza. Muitas pessoas acreditam que ser rico é ser próspero, mas não é bem assim. Ser rico significa que você conquistou o dinheiro (por meio do trabalho, de uma herança ou mesmo de seus rendimentos com propriedades e outros investimentos).

Riqueza é uma fonte detentora do dinheiro. Ser próspero, por outro lado, significa que você gera dinheiro. Prosperidade é a fonte geradora.

Em uma analogia, podemos dizer que a prosperidade é como um imenso lago, com uma nascente limpa e cachoeiras, de onde você pode retirar os peixes para se alimentar e continuar a viver nele, ao mesmo tempo em que você gera prosperidade.

Para comparar: a riqueza seria um lago parado, poluído e cheio de bactérias. Você até pode ser seu dono, mas ele não é tão abundante quanto o lago da prosperidade.

Prosperidade financeira: uma das faces da prosperidade total

Isso significa que ser rico não é suficiente? O que queremos dizer é que ser próspero significa gerar riqueza por meio do empreendedorismo e da doação, entre outras formas. Você pode ser rico, mas, se for próspero, alcançará uma felicidade ainda maior.

E, ao assumir essa atitude de prosperidade em tudo o que lhe aparece, você alcança também a tão buscada prosperidade financeira. É por isso que as pessoas de sucesso desejam ser prósperas (e não ricas).

A verdadeira qualidade de vida não se resume ao dinheiro, mas inclui também o sucesso pessoal e profissional, a saúde, os relacionamentos com a família e os amigos. Ser realmente próspero significa viver ao máximo, extraindo o que há de melhor nos campos físico, mental, espiritual e emocional da vida.

Abundância: a prosperidade em sua forma genuína

Então, como é possível alcançar a prosperidade? O primeiro passo é mudar a sua mente para uma atitude de abundância. Desde crianças (e, para muitas pessoas, ao longo de toda a vida), passamos por processos de aprendizado e adaptação que nos moldam para vivermos em sociedade. Esse é um percurso cultural de todo ser humano.

O problema é que, frequentemente, esses modelos produzem, em nosso intelecto, crenças limitantes que podem ser prejudiciais para nossas vidas criativas no futuro. Conhece alguém que teve um pai muito rigoroso na infância e ouvia sempre: “você tem que trabalhar duro para ganhar dinheiro”? É verdade que você tem que trabalhar, mas essa frase gera, entre outras coisas, uma relação de infelicidade com o trabalho e o dinheiro.

Como alcançar

Esse é só um exemplo de como nossa mente pode estar condicionada a não enxergar a prosperidade. Para se livrar desses mecanismos que limitam sua vida financeira, você pode procurar ajuda especializada.

Existem inúmeros programas e cursos com profissionais especializados (entre eles o Vida Rica) que podem ajudá-lo a identificar, aceitar e transmutar essas crenças em vivências mais positivas. Você abrirá espaço em sua mente para criar novas imagens de prosperidade e abundância, mudando sua relação com o dinheiro, a felicidade e o sucesso.

Gratidão: outra forma de vivenciar a prosperidade

Como já dissemos, a prosperidade não se limita ao dinheiro. Se nos sentimos realizados, somos prósperos. Se estamos entusiasmados, estimulados pela vida, rodeados de pessoas amorosas, amigos e familiares que dão suporte aos nossos sonhos, somos prósperos. Se temos coragem para empreender novos objetivos, somos prósperos.

Essa sensação de contentamento e bem-estar provoca no corpo e na mente um verdadeiro estado de gratidão — outra forma de vivenciar a prosperidade. Se você tem uma casa, roupa limpa no armário, um trabalho e uma família, há muitas coisas pelas quais agradecer. Incluir a gratidão na rotina fará com que nos sintamos mais prósperos.

A gratidão como um estado de espírito

Muita gente subestima o poder da gratidão porque acha que esse recurso não funciona na prática. O que você tem de entender é que a gratidão é mais um estado de espírito do que uma ferramenta para atingir a prosperidade financeira. Aos poucos, a mudança para uma atitude grata vai moldar seus sentimentos, suas ações e seus hábitos.

Prosperidade para você: o que é importante na sua vida

Não é preciso acumular todo o dinheiro do mundo para ser próspero. É fundamental entender o que é importante na sua vida — essa é a verdadeira prosperidade.

Quando estamos em uma roda de amigos e nos sentimos queridos por cada um, estamos manifestando a prosperidade. Quando começamos a empreender um novo negócio e, finalmente, passamos a ter algum lucro, somos prósperos.

Veja bem: pode ser que uma pessoa não tenha rios de dinheiro, mas esteja gerando prosperidade. Ao definir o que realmente importa para o seu bem-estar, você terá mais claro em sua mente quais necessidades devem ser supridas e o que é preciso fazer para alcançar um estado de alegria e felicidade.

Nesse ponto, você estará alguns passos mais perto da prosperidade. Ter prosperidade financeira fazendo o que ama é uma realidade possível de ser conquistada. Você só precisa direcionar sua energia para a verdadeira abundância que permeia toda a sua vida.

Encontre um tempo para você e dedique-se a descobrir o que lhe faz sentir bem. Se precisar, não hesite em procurar ajuda para vivenciar a verdadeira prosperidade em sua vida!

Este conteúdo foi útil? Então, você também vai gostar de saber mais sobre o amor próprio, um passo fundamental para o seu sucesso. Boa leitura e até a próxima!

Shares
Share This