Sabe aquela história de falência na empresa da família que te deixou com pavor de ter o próprio negócio? Ou a história daquela tia deixada no altar que ronda todos os seus relacionamentos?

E a luta constante das pessoas da sua família com a balança, que você chama de carma? Pois essas são crenças limitantes que orientam as suas decisões na vida para o bem ou para o mal.

Tudo isso faz parte de uma construção conhecida como mindset, que pode definir a forma como você vê o mundo e como age diante dele. Então, quer entender melhor como isso acontece? Continue lendo este post!

O que é mindset

De fato, todas essas histórias que você ouviu repetidas vezes ao longo da sua vida ajudam a formar o seu mindset — termo em inglês que pode ser traduzido para algo como “modelo mental predominante”.

Assim, o seu mindset é constituído de vários elementos presentes na sua formação. Crenças (que não estão relacionadas à religião), costumes, hábitos, a forma como você foi criado e aquilo que você viu, ouviu e experenciou são determinantes nessa construção.

E, como tudo na vida, esse grande arcabouço que ajuda na formação da sua personalidade não tem apenas coisas boas. Na verdade, às vezes as coisas negativas tendem a ser muito mais marcantes, pois são consolidadas por alicerces baseados no medo e na insegurança.

As crenças limitantes são um exemplo disso. E são chamadas de limitantes justamente por funcionarem como correntes, que não deixam os indivíduos avançarem, progredirem ou agirem com liberdade e autonomia.

A boa notícia é que o mindset pode ser alterado por meio de exercícios teóricos e práticos, que te ajudam no processo de autoconhecimento. Isso quer dizer que os seus padrões mentais podem ser modificados, e a sua vida pode ser alterada para melhor em função disso.

Trata-se de um movimento que você pode promover internamente — e não tem nada a ver com autoajuda ou com métodos “milagrosos”, criados por gurus que querem fama!

A eficácia do processo de reprogramação mental é um método comprovado de alteração do comportamento, atestado por pesquisas na área de neurociências. Inclusive, um estudo recente sobre isso foi publicado pela revista Nature.

Na prática, “aprender a pensar” de forma diferente pode trazer mais prosperidade, alegrias e conquistas na sua vida. E essa etapa passa primordialmente por vencer as crenças limitantes. Então, confira agora algumas dicas que podem ajudar nessa caminhada!

3 dicas para mudar o seu mindset

1. Saiba que cada indivíduo é único

Sabe aqueles três exemplos citados no início do texto? Pois é, são todas histórias vividas por outras pessoas.

E trazer essas histórias para a sua própria vida é uma escolha, não uma regra. Cada indivíduo é capaz de construir a sua própria história, independentemente dos exemplos negativos presentes na sua família ou círculo social.

Logo, vencer as crenças limitantes passa por entender isso. Se a empresa da família faliu, por exemplo, lembre-se de que qualquer um pode ser empreendedor.

Se, desde a sua bisavó, nenhum relacionamento deu certo para as mulheres da sua família, isso é uma questão de escolha, não de regra. Nesse caso, é preciso pensar como as mulheres da família lidavam com suas emoções e criavam crenças limitantes acerca do tema.

Assim, a primeira atitude importante é vencer o medo de relacionamentos. A segunda é ter consciência de que você ainda é plenamente capaz de construir um relacionamento sadio e construtivo.

Quando você quebra o padrão mental associado ao medo, você percebe as infinitas possibilidades que te levam à plena felicidade.

As perguntas-chave para gerar uma nova consciência são: será que isso no que estou acreditando é realmente verdade? Eu posso afirmar com absoluta certeza de que esse pensamento é verdade ou será que existem evidências diferentes? Quase a totalidade das respostas será negativa, confirmando a possibilidade de escolher um novo pensamento.

2. Mude sua forma de pensar e agir

Agora, vale ressaltar que vencer as crenças limitantes não é apenas uma questão de pensamento. Essa tarefa exige prática constante.

De fato, começa na cabeça, por meio da alteração na forma como você gera o pensamento inicial, mas deve permear todas as suas ações. É muito comum que as crenças limitantes comecem com um “eu não consigo”, por exemplo.

Na vida financeira não é diferente. Muitas pessoas vivem dizendo: “não consigo guardar dinheiro”; “não consigo ficar longe das dívidas”; “não consigo adquirir nada”. É possível mudar o padrão metal nessa área, mas apenas isso não basta.

É necessário alterar a forma como se lida com o dinheiro. Identificar por que, de fato, o dinheiro não para na sua mão. E isso requer uma reflexão constante, mas, além disso, requer uma mudança de atitude em relação às próprias finanças.

Então, altere a forma de lidar com o tema substituindo as antigas frases por: “eu acredito na minha prosperidade sem limites”; “meus pensamentos prósperos criam minha vida próspera”; “eu crio minha própria realidade e sou responsável pelo que crio”.

Use um novo padrão mental, e associe novas atitudes a ele. Comece identificando todas as suas dívidas e fazendo um planejamento para eliminá-las. Faça negociações, tenha uma renda extra, se for preciso, e reduza o seu padrão de consumo.

E lembre-se: é fundamental efetivar uma mudança na qual você acredita.

3. Insista no processo

De fato, eliminar as crenças da sua vida não é algo simples. Imagine: você acreditou a vida inteira que nunca teria um corpo bonito e, agora, vai simplesmente parar de pensar assim?

Toda mudança demanda um esforço inicial e contínuo. Então, busque a explicação para esse padrão mental. Veja e m qual momento ele surgiu na sua vida e comece a quebrá-lo pouco a pouco. Agora você já tem uma consciência diferente e pode enxergar a situação de origem de forma diferente.

Se for preciso, envolva outros profissionais que podem ajudá-lo a eliminar suas crenças limitantes, como coach ou psicólogo, por exemplo.

Entenda a sua relação com a comida, com o seu próprio corpo, e comece a perceber que você não precisa ter o mesmo padrão físico da sua mãe ou tia, por exemplo. Perceba que a vida é sua, e que as escolhas são suas também. E isso vale para todas as áreas da vida!

Comece a empreender um programa para alterar seus hábitos de vida rumo aos seus objetivos. Aliás, existem três perfis de empreendedores que ilustram bem como é possível lidar com as crenças limitantes no mundo dos negócios: o imediatista, o long long time e o sagaz.

O primeiro é impulsivo: desconsidera algumas crenças limitantes que têm papel importante em alguns momentos e sai querendo resultados a toda prova, sem conseguir analisar o cenário ou planejar.

O segundo perde o tempo da ação. Passa muito tempo planejando e, assim, se deixa vencer por crenças limitantes baseadas no medo.

Já o terceiro é o mais equilibrado. Consegue controlar as doses de imediatismo e long time de sua vida. É capaz, portanto, de planejar, organizar e ainda saber a hora certa de tomar uma decisão.

Então, vamos agora fazer um exercício? Comece a listar as crenças limitantes que estão atrapalhando a sua vida em algum aspecto. Depois, inicie a mudança do seu próprio mindset a partir das dicas que foram dadas.

Qualquer dúvida ou sugestão, deixe registrado neste post, que vamos trocando experiências!

Shares
Share This