Todo empreendedor imagina o seu negócio pautado no sucesso, mesmo que a vitória seja um caminho longo e, muitas vezes, tortuoso. Isso acontece porque o fato de que alcançar os seus objetivos causa uma satisfação indescritível.

Embora a emoção seja uma parte importante, ela deve ser trabalhada com bastante atenção para que a administração do empreendimento não fuja dos princípios básicos da empresa. E é aí que entra o método Canvas. Além de manter a proatividade, essa estratégia ajuda o negócio a ter clareza sobre como entregar valor para o cliente.

Ficou interessada? Então continue lendo este post, pois ele é um guia com as principais informações relacionadas ao método Canvas. Nos próximos parágrafos, você vai aprender a implantá-lo na sua empresa e a alcançar o sucesso. Confira:

O que é o método Canvas?

O método Canvas (originalmente intitulado de Business Model Canvas) é uma forma prática e ágil de visualizar um negócio em apenas 1 quadro — seja uma folha de papel ou um aplicativo de edição. Ele é baseado em 9 elementos fundamentais para o funcionamento do negócio, que são:

  • segmentos de clientes;
  • proposta de valor;
  • canais;
  • relacionamento com os clientes;
  • fontes de receitas;
  • recursos principais;
  • atividades chaves;
  • principais parcerias;
  • e estrutura de custos.

Trata-se, portanto, de um mapa visual elaborado para perceber se cada um dos pilares do negócio estão tendo a devida atenção, já que o método é um padrão capaz de oferecer uma visão prática da formatação do modelo.

Em tese, é uma ferramenta estratégica de gestão de negócios e de implantação de novas frentes, desde que conte com um planejamento para evitar desvios no meio do caminho.

Esses elementos, juntos, são capazes de identificar e de aprimorar o relacionamento nas 4 principais áreas de um negócio:

  • clientes;
  • oferta;
  • infraestrutura;
  • e viabilidade financeira.

Por ser um modelo extremamente visual, é importante utilizar cores e marcadores, apenas tomando cuidado para não poluir o quadro e perder o foco daquilo que é realmente essencial. Quando bem utilizado, é uma excelente ferramenta para o planejamento do negócio junto a sua equipe.

Veja um exemplo ca ferramenta preenchida:

método canvas

Por que é importante implementar o método Canvas?

Na prática, um modelo de negócio descreve a lógica de funcionamento do negócio: qual a oferta de valor, como entrega e como gera receita a partir dessa oferta. Em resumo, entende o funcionamento da empresa e a necessidade dessa mesma empresa no mercado em que se propõe atuar.

Com o Canvas, você pode inovar naquilo que já faz e buscar novas frentes caso entenda necessário. Esse modelo possibilita que você seja o melhor, entregue mais valor e, consequentemente, se destaque da concorrência.

Se tiver clareza do que está fazendo — e essa é a proposta do modelo Canvas —, você poderá lançar novos produtos e atuar em outros mercados, sem medo de se perder no caminho, pois ainda terá uma gestão bem elaborada.

Como o método Canvas funciona?

Em outras ferramentas de negócios é preciso uma descrição longa e detalhada de cada elemento, o que dificulta a leitura com praticidade e agilidade. Isso sem falar nas mudanças frequentes que atrapalham a atualização de modelos mais complexos.

O Canvas funciona como resposta para as mais diversas perguntas sobre os elementos citados acima:

  • como vou trabalhar no meu negócio?;
  • qual é a atividade-chave do meu empreendimento?;
  • quais são os recursos-chave da minha empresa?;
  • onde está a minha rede de parceiros?.

Assim, você terá respostas sobre as atividades mais importantes a serem trabalhadas, os recursos necessários para a criação de valor ao cliente e a aliança de negócios que aprimora as relações e alavanca o crescimento da empresa.

Outras perguntas que o Canvas responde é sobre o que você vende, ou seja, quais os produtos e serviços oferecidos e qual é a proposição de valor de cada um. Essa última questão nos leva à descrição do diferencial da empresa perante a concorrência e a razão pela qual um cliente compra da empresa A, e não da empresa B.

Ainda dentro dos segmentos, o método Canvas responde a pergunta sobre demanda e necessidade, ou seja:

  • para quem?;
  • existe demanda?;
  • existe um público-alvo bem definido?;
  • o marketing está compreendido no meio em que a empresa entrega valor?;
  • quais são os canais de publicidade que a empresa utiliza?;
  • como está o relacionamento entre a empresa e o cliente? .

Por fim, existe a busca pela resposta do retorno:

  • quanto?;
  • será que o negócio está compensando o trabalho e a energia dispensada?.

Basicamente, esse momento se refere à estrutura de custos e ao fluxo de receitas. Na prática, é uma balança que pende para a diminuição dos custos e ao aumento da receita.

Por isso é fundamental entender quais são as consequências do custo na gestão total e na forma como a empresa retém e consegue mais recursos financeiros. “Quais são os rendimentos e de onde eles vêm?” A mesma pergunta deve ser feita com relação aos gastos.

Como aplicar o método Canvas na sua empresa?

O quadro deve ter 9 campos, um para cada elemento que faz parte do modelo. O ideal é fazer em uma folha A3, mas você pode desenhar ou imprimir o esquema em um espaço maior, como uma cartolina.

Escreva cada pilar do modelo de negócios em um quadrado e utilize a diferenciação de cores para aprimorar a experiência visual.

Todos os colaboradores devem ter contato com o modelo, pois uma empresa deve estar alinhada no mesmo objetivo.

Explique para os interessados cada detalhe para facilitar a compreensão e melhorar o relacionamento entre os fatores que permitem o funcionamento de um negócio.

Antes de qualquer decisão, é preciso preparar a sua empresa para o sucesso, e esse é o papel do método Canvas. Como você pode perceber, não é uma varinha mágica que vai realizar todos os seus planos, mas será uma espécie de bússola que vai te ajudar a notar o que está funcionando bem e o que não está trabalhando a favor do seu empreendimento.

O método Canvas é uma forma de ter o controle total da sua empresa e de tomar decisões coerentes com as suas necessidades e com os seus objetivos. Comece bem e, se precisar, ajeite-se no caminho — mas nunca deixe de “chegar lá” simplesmente por desconhecer a rota.

Vale lembrar que também existe uma ferramenta que segue o mesmo modelo Canvas, mas é direcionada para o planejamento da carreira (confira aqui).

Agora que você já conhece o método Canvas, o seu funcionamento e a importância da sua implantação, compartilhe este post nas suas redes sociais!

Shares
Share This