Se você mal vê o dia passar, vive acumulando trabalho, deixa de lado os seus próprios interesses ou abre mão de momentos com a família, pode estar com um sério problema de gestão de tempo.

A falta de tempo já é considerada um dos males do século. E ela compromete não apenas o desenvolvimento da carreira de profissionais, mas a sua própria qualidade de vida.

No entanto, esse problema está mais relacionado à desorganização do que à falta de tempo em si. Muitas vezes, passamos o dia inteiro tentando cumprir tarefas, e mesmo assim vivemos atoladas de trabalho pendente, não conseguimos realizar nosso planejamento pessoal e vamos nos tornado cansadas, frustradas e, até mesmo, doentes.

Reverter esse quadro é mais simples do que se imagina. Não é preciso virar uma super-heroína ou se “desdobrar em mil”, e sim investir em algumas dicas simples que reunimos neste post! Acompanhe!

Aplique o autoconhecimento

Um dos segredos das pessoas que conseguem administrar melhor o seu tempo, e a própria vida, é o autoconhecimento. Conhecer a si mesma é perceber a sua personalidade e os seus valores individuais.

Praticá-lo no dia a dia é ter consciência sobre os seus próprios desejos, e também defeitos, para conseguir lidar melhor com as demandas, transformar o que não está dando certo e assumir o controle da sua vida. Mas isso não significa se isolar do mundo ou aprender tudo de um dia para o outro. Exige um conjunto de práticas, como:

1. Olhar para si mesma (com verdade)

O primeiro passo para o autoconhecimento é olhar para si mesma, com verdade. Não permita que outras pessoas façam isso por você. Seja a sua própria crítica, mas sem exigir demais. Trate a si mesma como uma amiga.

Perceba, analise, liste todas as nuances que formam a sua personalidade, o que eleva ou baixa a sua autoestima, quanto tempo você tem dedicado ao trabalho e como reage diante das situações. Essa atitude é ideal para que você organize a sua vida de maneira realista. Criar expectativas e uma rotina que não correspondem a sua realidade só traz frustração e sofrimento.

2. Recomeçar quando preciso

Você já deve ter se deparado com a expressão “antes tarde do que nunca” em diversos momentos da vida. O mesmo vale para o autoconhecimento.

Ninguém acorda de um dia para o outro e sabe tudo sobre si mesmo. Nunca é tarde para recomeçar. Trate cada dia como uma página em branco e esteja pronta para aprender com os seus erros, organizar melhor as suas metas e atividades e recomeçar.

3. Ler muito

Não é possível adquirir autoconhecimento apenas por meio de livros sobre o tema, mas a leitura pode facilitar a compreensão e despertar a inspiração sobre questões que te afligem no dia a dia, sobre o universo e sobre a sua própria mente.

Obras como Meditando a Vida, O Novo Manual de Meditação, Os Quatro Compromissos, Oito Passos para a Felicidade, Aprendendo a Silenciar a Mente, A Arte de Amar e O Poder do Agora podem te ajudar a dar o primeiro passo.

4. Refletir sobre as suas ações

Muitos profissionais possuem uma rotina muito atribulada, na qual mal sobra tempo para pensar sobre si mesmos, analisar o seu dia ou compreender se as suas metas têm sido alcançadas. Mas o processo de reflexão é essencial para chegar ao autoconhecimento.

Ao ler um livro, assistir a um filme que toque o seu coração e até mesmo passar por um momento de dificuldade, dê um tempo e reviva a situação.

Isso pode acontecer antes de dormir, uma vez por semana ou no início de cada ano. O importante é que você use esse momento para pensar verdadeiramente sobre o rumo que a sua vida está tomando e como pode mudar para conquistar o que deseja.

5. Experimentar novos caminhos

Não se prenda apenas ao mundo das ideias. A etapa final, e mais importante, do autoconhecimento é colocar em prática o seu aprendizado, experimentar um caminho diferente e se abrir para novas perspectivas de vida. Isso pode acontecer naturalmente ou por atividades que te coloquem em contato com a sua mente, como a terapia e a meditação.

Equilibre trabalho e família

Muitos profissionais precisam lidar com as demandas e a pressão do trabalho, sem abrir mão de passar mais tempo com a família, tentar manter um relacionamento saudável com o parceiro ou acompanhar o crescimento dos filhos. Com tanto a ser feito, fica quase impossível pensar nas suas próprias necessidades.

Aqui no blog, já apresentamos dicas para ter mais tempo livre para a família. Mas agora vamos te ensinar a estar mais disponível para si mesma, sem comprometer os outros aspectos importantes da sua vida.

1. Faça um planejamento

Quantas vezes você leva as oito horas de trabalho pensando no que está acontecendo em casa e quando chega em casa não consegue tirar a cabeça do que deixou de fazer no trabalho? Esse hábito cria um círculo vicioso que coloca em desordem ambas as áreas da vida.

Se você tiver o seu dia planejado, terá mais facilidade de aproveitar as 24 horas, sem abrir mão de um tempo livre para você. Comece organizando suas atividades e necessidades básicas de acordo com prazo ou importância. Enquanto isso não estiver bem definido, será impossível dar conta do resto.

É importante que você escolha um planejamento que funcione para você. Não apenas no trabalho, mas também em casa. Muitas pessoas apostam em métodos de organização como:

  • GTD (Getting Things Done);
  • Técnica Pomodoro;
  • Mapas Mentais;
  • Fly Lady ou Método Marie Kondo — para organização da casa;
  • Ou simplesmente anotam tudo em uma agenda :)

2. Não tente fazer tudo ao mesmo tempo

É impossível fazer tudo ao mesmo tempo. Nenhum profissional é super-herói. Criar uma lista de tarefas e estabelecer metas diárias que fujam da sua realidade só trará a sensação de frustração e desânimo. Estabelecer prioridades é uma forma de melhorar a sua gestão de tempo e viver uma vida mais plena.

Entenda o que é importante, diminua as expectativas e faça o que está ao seu alcance. É mais importante que você priorize a qualidade — na sua atuação profissional e tempo com a família — do que a quantidade.

3. Delegue tarefas

Além de estabelecer prioridades, você precisa aprender a delegar tarefas. Principalmente se estiver em uma posição de liderança. Divida com a sua equipe e colegas de trabalho algumas tarefas, evite assumir responsabilidades em excesso e peça ajuda ao seu parceiro ou familiares com as tarefas de casa.

Isso te dará algumas horas a mais para ler, fazer exercícios, jantar com a família ou simplesmente descansar a mente depois de um dia exaustivo.

4. Não abra mão do seu tempo livre

É comum na rotina de muitos profissionais “vender” ou adiar as férias, fazer horas extras ou levar trabalho para casa. Extrapolar os limites do seu horário profissional é uma maneira de deixar de lado o tempo com a família e se transformar em uma verdadeira workaholic. Se dedicar ao trabalho não significa viver para ele, por isso, não abra mão do seu tempo livre.

5. Dê tempo a si mesma

Se você quer ser uma profissional de qualidade e equilibrar o seu convívio com a família, é importante também dar tempo a si mesma. Culpar-se por não conseguir fazer tudo no fim do dia pode comprometer o seu equilíbrio pessoal, a sua realização com a carreira e, até mesmo, sua saúde.

Organize o seu dia

Os primeiros minutos da manhã são os mais determinantes para definir como será o resto do seu dia. Fazer atividades físicas, ler o jornal ou tomar um café em família são algumas maneiras de torná-lo mais produtivo e satisfatório.

Steve Jobs se perguntava todas as manhãs ao acordar: “Se hoje fosse o último dia da minha vida, eu ficaria feliz com o que farei hoje?”. A sua atitude e organização devem ser os elementos mais importantes para tornar o seu dia melhor. Confira algumas dicas:

1. Defina as suas demandas na noite anterior

Antes de dormir, reserve alguns minutos para organizar o dia seguinte. Não se prenda apenas às atividades profissionais. Organizar os seus momentos em casa, períodos de deslocamento e atividades pessoais também é importante para não se esquecer de nada ou se sentir perdida.

Comece escolhendo a roupa que você usará no trabalho, separe os documentos que deve levar na bolsa, aloque as demandas que não conseguiu cumprir hoje e liste o que precisa fazer amanhã com horários de início e término.

2. Mantenha tudo documentado

É importante que você escolha um método de organização e eleja pelo menos três tarefas prioritárias na sua lista. Ao realizá-las, você se sentirá mais leve para prosseguir com o resto.

Mas mantenha tudo escrito em uma agenda, planner, planilha ou aplicativo. Isso te ajudará a ter os seus compromissos sempre à mão, e não espalhados em locais que você pode esquecer.

3. Divida as suas tarefas por categorias e prioridades

Para conseguir dar conta de suas tarefas, é importante que você as divida em categorias que sejam mais convenientes para a sua rotina ou estilo de vida. Um tipo de divisão simples é ordenar todas por turnos — manhã, tarde e noite —, em um esquema simples, mas eficaz, como:

Manhã

6h15 — Acordar

6h20 — Tomar água com limão em jejum

6h30 — Meditar

6h50 — Tomar café da manhã com a família

7h45 — Ir ao trabalho

8h30 — Concluir tarefas pendentes do dia anterior

12h — Almoçar

Tarde

13h — Concluir planilhas e relatórios

14h — Ir ao banco

16h — Reunião com a equipe

Noite

18h — Ir à academia

19h30 — Conferir as tarefas de casa das crianças

20h — Preparar o jantar

22h — Preparar agenda para amanhã

Outras pessoas preferem separar as atividades profissionais das tarefas de casa. Nesse caso, elas ainda podem ser subdivididas em atividades:

De rotina — Como responder e-mails, trocar a roupa de cama, fazer o jantar ou lavar a louça;

Administrativas — Como pagar contas, realizar uma reunião ou fazer compras no supermercado.

O mais importante é que você estabeleça prioridades e dê um tempo de respiro entre uma tarefa e outra. Se algo puder ser feito em menos de dois minutos, faça imediatamente. E, sempre que possível, antecipe algumas demandas para não as acumular no futuro ou perder prazos.

4. Acrescente momentos para você mesma na sua rotina

Durante o dia, não negligencie momentos para o lazer ou pausas na sua rotina. Reserve uma hora para exercícios, dê um tempo do trabalho para enviar uma mensagem ao seu parceiro ou filhos, leia o capítulo de um livro, converse com colegas de trabalho e se dê um happy hour uma vez por semana. Isso será essencial para renovar energias e ter uma vida mais leve.

5. Não seja escrava da sua lista de tarefas

Sua lista de tarefas não precisa ser imutável. Ao longo do dia, faça modificações no que for preciso, observe se o método de organização escolhido está funcionando e se está sobrando mais tempo para si mesma.

Se estiver muito estressada ou diante de um problema, vá até um parque, tome um café ou faça qualquer coisa que te permita uma pausa.

Mantenha o foco

Um dos principais problemas da gestão de tempo é lidar com a procrastinação. Ela não está sempre associada à preguiça, como muitas pessoas acreditam, e sim à falta de foco.

Uma olhada no Facebook que se transforma em horas ou uma tarefa simples que leva quase todo o expediente para ser realizada são alguns exemplos que fazem parte da rotina de quem não consegue se concentrar no que é preciso, no momento certo.

O foco é vital para se livrar da sua longa lista de coisas a fazer, sem abrir mão da qualidade. Confira algumas dicas para fugir das distrações:

1. Determine um tempo de realização para cada tarefa

Se você está fazendo a mesma atividade por horas, ela começa a ficar repetitiva, e de repente qualquer coisa parece mais interessante do que continuar com aquela tortura.

É muito fácil perder o foco, por isso, não basta criar uma lista de tarefas, é preciso administrar o tempo em que você vai cumpri-las. Dessa maneira, você colocará o seu corpo em alerta máximo.

Muitos artigos sobre produtividade indicam que as pessoas comecem a realizar as tarefas mais difíceis ou tediosas antes das demais. Já técnicas como a Pomodoro estabelecem que cada uma dessas tarefas seja feita em 25 minutos.

Mas, na prática, essas técnicas podem não funcionar para você. Se o seu ânimo está sempre baixo pela manhã, dificilmente conseguirá dar conta de tarefas que exijam mais do seu raciocínio. E muitas delas exigem um tempo maior de dedicação do que 25 minutos.

O ideal é que você estabeleça prazos realistas para você e faça pequenas pausas para recarregar as energias.

2. Filtre as suas distrações

As distrações são os principais problemas para quem precisa manter o foco. Mas nem sempre é possível eliminá-las por completo. Então, você precisa filtrar o que está ao seu alcance.

Se trabalha em casa, escolha um ambiente silencioso e longe da televisão. Se acaba se distraindo com sites e redes sociais, coloque extensões que bloqueiem o seu acesso e mantenha o celular no modo avião.

E em casa, não negligencie o tempo para a sua família ou você mesmo. Em vez de tirar os primeiros minutos da manhã para responder e-mails do trabalho, use esse momento para se exercitar ou tomar um café da manhã reforçado.

3. Crie motivações e recompensas pessoais

A motivação é o fator que move as pessoas a fazerem coisas, inclusive manter o foco. Em vez de se concentrar apenas em resultados, visualize a si mesma superando obstáculos, feliz com as suas conquistas e animada para realizar objetivos.

Outra dica é começar a criar pequenas recompensas para cada demanda que cumprir, com o intuito de aumentar a sua satisfação profissional e pessoal.

Esses hábitos simples te ajuchegue aonde quer, além de trazerem a força de vontade e o foco de que você precisadarão a enxergar atividades que parecem difíceis e tediosas como um elemento essencial para que você .

Descanse

De acordo com a ciência, pessoas que dormem menos de oito horas por dia têm suas funções cognitivas tão prejudicadas quanto pessoas que fazem uso de bebidas alcoólicas. Ter momentos de sono e descanso é essencial para se manter saudável, aumentar o desempenho físico e mental e melhorar a qualidade de vida.

Nesse momento, é importante que você se desligue inteiramente das suas obrigações com o mundo. Para ter uma noite tranquila de sono:

  • Crie no seu quarto um ambiente agradável e confortável;
  • Se desconecte dos aparelhos eletrônicos pelo menos 30 minutos antes de ir para a cama;
  • Não coma alimentos pesados;
  • Beba um chá de camomila ou leite morno — estimulante de serotonina, uma substância que ajuda no sono;
  • Crie rituais que aliviem a tensão, como: ler, meditar ou ouvir uma música.

Aproveite o tempo livre

Muitos profissionais não se permitem um momento de pausa e usam os momentos longe do trabalho para trabalhar ainda mais. Aproveitar o tempo livre não significa ser improdutiva.

Com um pouco de disciplina e fazendo as escolhas certas, é possível transformar as folgas e os finais de semana em momentos para adquirir conhecimento, aumentar o bem-estar e encontrar motivação para as atividades e os desafios que precisam ser cumpridos.

Em vez de se jogar no sofá durante todo o dia, você pode aproveitar o seu tempo livre para:

1. Dedicar-se ao ócio produtivo

O conceito de ócio está normalmente associado à preguiça ou à falta de produtividade. Essa associação, no entanto, perde o sentido quando se fala sobre o “ócio produtivo” ou “ócio criativo”.

Criado pelo sociólogo italiano Domenico De Masi, esse termo surgiu para que as pessoas valorizem o tempo livre para se livrar das pressões cotidianas e estimular a criatividade.

Para o autor, a existência humana é formada por três aspectos: o conhecimento, o trabalho e o lazer. E esses elementos podem se unir, sem que as pessoas abram mão de eventos sociais ou de tempo com a família e amigos.

Praticar o ócio produtivo é conseguir transformar o tempo livre em produção de ideias que também poderão ser usadas no âmbito profissional — por meio da leitura, de uma ida ao cinema, navegando na internet ou em uma conversa com os amigos.

Esses momentos são ideais para ampliar o seu networking e aumentar a sua bagagem de conhecimento e podem ser fonte de ideias inovadoras.

2. Exercitar-se

Além do sucesso profissional, a editora da Vogue, Anna Wintour; o CEO do Twitter, Jack Dorsey; o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama; a designer Tory Burch; e a fundadora do site de notícias The Huffington Post, Arianna Huffington, possuem algo em comum: fazem exercícios físicos diariamente.

Os benefícios das atividades físicas vão muito além da busca de um corpo perfeito. Apenas 15 minutos de prática podem ajudar a:

  • Prevenir problemas cardíacos e tensão arterial;
  • Trazer alívio muscular;
  • Reduzir a dor;
  • Combater o estresse;
  • Aumentar a sensação de bem-estar e controle pessoal.

Sem precisar ir para academias ou comprometer horas do seu dia, já é possível reduzir a sensação de ansiedade, ter mais estabilidade emocional para melhorar a sua gestão de tempo e produtividade e melhorar a autoestima.

3. Qualificar-se

O seu tempo livre também pode ser usado para a qualificação. A tecnologia tem sido uma grande aliada nesse processo. Com um computador ou smartphone em mãos, já não é preciso sair de casa ou comprometer todo o orçamento com treinamentos e especializações.

Por meio de aplicativos mobile, graduações e especializações a distância, audiobooks, podcasts, videoaulas, palestras do TED e cursos online, é possível se capacitar na sua área ou alçar novas oportunidades de carreira, aprender um novo idioma e valorizar o seu currículo profissional.

Desista dessa desculpa…

Um dia possui 24 horas para todo mundo, desista de se dar essa desculpa. Se você vive questionando como algumas pessoas, principalmente grandes líderes, conseguem lidar com tantas responsabilidades profissionais e ainda assim encontram tempo para malhar, fazer cursos e ir à praia com o companheiro, enquanto você mal tem tempo para dormir, há algo de errado com a forma como organiza sua rotina.

A gestão de tempo não está associada apenas a dar conta de todos os compromissos, mas a melhorar a sua qualidade de vida.

Quando você consegue encontrar um equilíbrio para a sua rotina, não precisa estender a jornada de trabalho e ganha mais tempo livre para ficar com a família, se qualificar, viajar e aumentar o próprio bem-estar.

Gostou das dicas? Pronta para otimizar sua rotina e levar uma vida mais leve? Se ainda restaram dúvidas sobre o assunto, não deixe de compartilhar nos comentários!

Shares
Share This