Na infância, queremos crescer logo e ter independência. Quando estudantes, queremos formar rápido e ganhar dinheiro. Ao formarmos um família, não temos tempo para aproveitá-la e não conseguimos curtir tudo que conquistamos. Quem nunca se sentiu assim? A frustração por não conseguir conciliar família e trabalho é tão frequente que esse sentimento é naturalizado, como se tivesse que fazer parte da vida. Mas não tem que ser assim.

Aprenda a conciliar família e trabalho com as 7 dicas a seguir.

1. Defina o que é felicidade

A felicidade é algo subjetivo. Para alguns, é ter uma grande casa e carros de luxo; para outros, é poder rodar o mundo com apenas uma mochila; outras pessoas consideram que a felicidade é ter uma casinha na roça ou uma banda de rock. E para você, o que é felicidade? Essa reflexão é necessária para que você saiba o que deve buscar. Conciliar família e trabalho é uma ação possível, mas que requer uma frequente revisão de valores e objetivos de vida.

Se você considera que a sua felicidade está relacionada a um trabalho de meio horário, que possibilite uma dedicação maior à família, trabalhe para atingir esse padrão. Da mesma forma, se você acha que a felicidade seria conduzir seu próprio negócio, busque essa meta.

2. Esqueça os padrões sociais

Tentar se enquadrar nos padrões sociais para satisfazer a vontade dos outros é uma grande bobagem. Se a sua família é composta de grandes executivos, você não precisa seguir esse padrão caso isso não trouxer felicidade. Para conseguir conciliar família e trabalho, é preciso construir os próprios padrões.

É importante pensar que nunca será possível agradar a todos. Por isso, o mais importante é buscar a realização naquilo que faz sentido para você. Nos anos de 1970, José Datrino, mais conhecido como o Profeta Gentileza, abandonou uma empresa de transportes para se dedicar a escrever frases de incentivo pelas ruas cariocas. Se ele fosse atender aos padrões sociais, jamais faria isso, mas ele se sentia intensamente feliz com essa ação.

3. Organize seu tempo

Organizar o seu tempo garante que você consiga conciliar família e trabalho. Se você tem um horário a cumprir, seja rigorosa com esse horário e produtiva enquanto estiver no escritório. Se você fizer um bom planejamento, conseguirá realizar tudo que precisa e ainda irá para casa com a consciência tranquila.

Em casa, esqueça o trabalho. Se você fez uma boa gestão do tempo, não precisará verificar e-mails de negócios, nem receber ligações do trabalho. O momento com a família deve ser aproveitado plenamente.

4. Tenha um trabalho condizente com seus ideais

Se você tem um cargo que exige trabalhar por 10h ou 12h ao dia, aceite que esse modelo de emprego não vai te satisfazer plenamente. Não tenha medo de começar uma grande mudança para conseguir conciliar família e trabalho. Pense em formatos de atividades que permitam equilibrar família e carreira. Comece a buscar outras vagas, volte a se capacitar, faça um processo de coaching e trace metas que permitam uma revolução completa.

É necessário começar um movimento que te faça reconhecer que existem outras atividades possíveis para você. Conheça histórias parecidas com a sua, leia livros, converse com pessoas, assista a palestras e comece a descobrir um mundo de possibilidades que até então era desconhecido. Existem muitos profissionais que aprenderam a trabalhar apenas alguns meses do ano, outros trabalham à distância, alguns trabalham de casa e tantos outros trabalham pela internet com os mais variados produtos e serviços. A ideia é encontrar uma atividade que combine com você e que se adeque ao tipo de vida que você deseja.

5. Dedique-se a atividades que te dão prazer

Lembra-se das aulas de piano do início da adolescência? E das horas que você passava dançando? E dos longos finais de semana que você dedicava à visitação de áreas verdes? Onde foi parar tantas atividades que você amava fazer e agora nem se lembra mais? É necessário dedicar-se a tarefas que realmente te dão prazer. Desperte antigos hobbys ou descubra novos.

Para conciliar família e trabalho, muitas vezes, é importante fazer coisas que te façam feliz individualmente, que tragam algum sentido para a sua vida. Uma pessoa feliz consigo mesma consegue espalhar felicidade à sua volta. Comece agora mesmo a pensar em atividades prazerosas para você: fazer artesanato, tirar fotografias, participar de um grupo literário, desenvolver algum trabalho voluntário.

6. Encontre felicidade nas pequenas coisas

A primavera começou e o quintal está todo florido. Isso não é um ótimo motivo para se sentir feliz? O mundo dos negócios é tão voraz e corrido que, de repente, as pessoas começam a quantificar a própria felicidade por um resultado positivo no final do mês ou de um superfaturamento. Não é por aí. Para conciliar família e trabalho, é importante estar sensível às pequenas coisas.

São pequenos momentos de felicidade que devem ser brindados e aproveitados com muita alegria e intensidade. O primeiro dente de um filho, a primeira palavrinha lida, a formatura do jardim de infância, o novo animalzinho de estimação da família. São coisas que parecem pequeninas, mas que, no fim das contas, são essas pequenas coisas que tornam a vida mais especial. Dê atenção a esses momentos.

7. Esqueça a culpa ao conciliar família e trabalho

O pouco tempo que você dedica aos seus pais, as vezes que você não pôde ir à reunião da escola do filho, as diversas tarefas que você gostaria de fazer e não deu conta. Sempre haverá uma centena de coisas a fazer e você precisará fazer escolhas. Não se culpe por isso. Muitas empreendedoras de sucesso aproveitaram esse incômodo sentimento de culpa para mudar suas vidas para melhor. Algumas delas, depois do primeiro filho, decidiram empreender para aproveitar mais tempo com a família.

Viu como é possível conciliar família e trabalho com apenas 7 ações? Cada pessoa aprende a lidar com as adversidades de uma forma, mas é preciso sempre persistir. Ninguém precisa ser a mulher-maravilha. A única meta é ser feliz!

E você está disposta a aproveitar essas 7 dicas para conciliar família e trabalho? Que outras ações você considera importantes nesse processo? Deixe seu comentário!

Shares
Share This