Você sempre quis trabalhar com algo que amasse, mas sente medo de largar um emprego e passar aperto financeiro? Ou será que você tem algumas ideias para um Plano B, mas não sabe nem por onde começar?

Faça algo que ama e não precisará trabalhar nem um dia

Nesse artigo vou te mostrar 4 passos simples de como fazer uma transição de carreira de forma segura, para que você realmente possa viver da sua paixão.

Não é novidade para ninguém, que grande parte das pessoas estão insatisfeitas com o seu trabalho atual. A gente está vivendo em uma era em que a busca por propósito e significado anda lado a lado com a busca pela realização financeira. Uma NÃO é completa sem a outra.

E claro que muita gente já chutou o balde para colocar no mundo o seu plano B. Mas hoje eu quero falar com você que ainda não conseguiu fazer isso, que ainda está em um trabalho que não ama, porque pode sentir medo de fracassar ou não acreditar que é possível ter uma carreira com significado sendo bem remunerada por isso.

Antes de qualquer coisa, eu preciso te dizer que fazer algo que está conectado com o que você acredita é sim o melhor caminho para o sucesso profissional. Quando fazemos aquilo que realmente gostamos, ficamos mais motivados em dar o nosso melhor, mais criativos, mais produtivos e isso nos deixa, claro, mais próximos do nosso sucesso.

Isso sem falar no estado de flow, ou de fluxo, que nada mais é do que aquela sensação que temos de que o tempo não passa, quando você e a atividade se tornam uma coisa só. É simples perceber o estado de flow nos artistas, mas esse estado pode ser alcançado para qualquer pessoa, em qualquer profissão, desde que fazendo algo que ela ame.

O estado de flow explica aquela frase: ‘‘Escolha um trabalho que você ama e você nunca terá que trabalhar um dia sequer na vida”, porque no flow você não sente o trabalho como uma obrigação, mas como parte da vida.

Durante os anos em que eu fui servidora pública, lembro que era comum olhar para o relógio e contar os minutos para que o horário do expediente acabasse. E eu brincava que queria uma profissão em que pudesse aprender e ensinar todos os dias. Mas nenhuma das opções que existiam me atraia de verdade. Eu precisei criar o meu trabalho e hoje aprender e ensinar fazem parte do meu dia a dia e me deixam em um constante estado de flow.

Não só não vejo o tempo passar quando estou trabalhando, como sinto que são atividades que me colocam em máximo potencial. Ou seja, são atividades que me motivam a levantar da cama todos os dias, nas quais posso utilizar meus talentos e habilidades, além de me manter muito mais focada e produtiva. Hoje eu trabalho menos horas e produzo mais porque estou conectada com o meu propósito.

Já imaginou tudo que você poderia estar criando se estivesse fazendo o que ama e acredita?

Ok, mas eu entendo que hoje você tem medo de largar um emprego que considera seguro para seguir por um caminho desconhecido. Então, deixa eu partilhar com você os 4 passos que podem te ajudar a fazer essa transição de maneira segura.

4 passos para uma transição de carreira segura

1º Aproprie-se da sua história

Primeiro você precisa começar se apropriando a sua história.

Fazer uma transição de carreira não significa jogar fora tudo que você viveu até aqui, pelo contrário. Mesmo que você tenha construído uma carreira a partir de uma atividade que não gosta, mesmo assim você não estará começando uma nova carreira do zero, pois foram anos de muito aprendizado que vão lhe ajudar a recomeçar.

A sua história de vida vai lhe mostrar muito sobre seus conhecimentos, experiências, competências e habilidades. Faça uma lista respondendo perguntas como:

  • O que eu mais gostei de fazer nos empregos que tive?
  • Onde eu preferia ficar, no escritório ou na rua?
  • O que aprendi a fazer?
  • Quais assuntos conheço profundamente?
  • Quais são meus interesses fora do trabalho?

Mergulhe no autoconhecimento e faça um verdadeiro apanhado de tudo pelo que já passou e aproprie-se dessa história. Você vai perceber que existem ai muitos recursos que poderão ser utilizados na criação da sua nova carreira.

 

2º Explore novas ideias

O segundo passo é gerar ideias sobre o que você gostaria de fazer. De nada adiantaria você partir para um negócio próprio ou outro emprego apenas para fugir do atual. Esqueça, esse tipo de plano de fuga não funciona por muito tempo.

Permita-se colocar no papel os sonhos que você deixou para trás porque um dia acreditou não serem possíveis. Relembre quais atividades de final de semana mais lhe motivam. E mesmo que uma vozinha chata fique lhe dizendo ao pé do ouvido que isso não daria certo ou não daria dinheiro, apenas se permita escrever no papel todas aquelas ideias que fazem seus olhos brilharem e o coração bater mais forte.

Não é o momento de pensar se existe mercado para isso, é apenas o seu momento de abraçar seus sonhos e desejos e dar uma oportunidade para que eles ganhem seu espaço.

A seguir, faça um inventário de pros e contras para cada ideia da sua lista. Esgote questões como seu nível de conhecimento sobre o assunto, o tamanho da sua motivação, o alinhamento com aquilo que você acredita, além claro, do tamanho de investimento inicial se estiver pensando em abrir um negocio para chamar de seu.

 

3º Repense seus parâmetros de sucesso

O terceiro passo é um convite para repensar os seus parâmetros de sucesso. Vamos combinar que a maior parte das pessoas está perseguindo parâmetros de sucesso sem nem questionar. É muito comum aquela mulher que alcança o status que gostaria, mas quando chega lá, percebe que valoriza muito mais ter tempo livre e poder viajar quando quiser.

Se você quer mesmo fazer uma transição de carreira segura, esse é o momento para reavaliar o seu estilo de vida desejado.

  • Você prefere roupa social e salto alto ou jeans e camiseta?
  • Luxo ou vida simples?
  • Liberdade de um negócio próprio ou mordomias de um bom emprego?

Nesse ponto, questione também por quais motivos você realmente quer fazer a transição, eles vão lhe ajudar na hora de definir também tudo aquilo que você não quer mais vivenciar.

 

4º Construa sua ponte

O quarto passo é começar a construir a sua ponte. Costumo dizer que não recomendo a ninguém jogar tudo pro alto. Esse seria um processo bastante desafiador para a maioria. O caminho mais seguro para você procurar um novo emprego é quando ainda está empregado. O mesmo vale se quiser colocar no mundo seu Plano B.

Comece a construir a sua ponte de forma segura, aos poucos, aprendendo com cada novo passo. Você saberá qual o momento certo para atravessar a ponte e irá derrubá-la no momento em que estiver pronta para não voltar atrás.

Para começar um negócio, por exemplo, você não precisa de grandes montantes de dinheiro ou uma mega experiência. Pense o que pode ser feito a partir dos recursos internos e externos que você já possui hoje. Esse é seu ponto de partida. Assim poderá aprender e testar se esse é mesmo o caminho que lhe fará feliz, atém de começar a formar a sua clientela e monetizar a sua paixão.

E para você que quer fazer uma transição de carreira para empreender, quero deixar uma pergunta:

Você deixaria de lado o seu Plano B se recebesse uma boa proposta de emprego?

Conta pra mim aqui nos comentários!!!

Se a resposta for SIM, talvez seja melhor reavaliar as suas motivações. Por que, realmente, você quer fazer essa transição? Quais são os medos que te motivam ou te paralisam?

Mas se a resposta for NÃO, então bem-vinda ao fantástico mundo dos empreendedores. Vai ser um prazer contar com você para criar um mundo novo.

Se você tiver perguntas sobre transição de carreira e empreendedorismo, comenta aqui abaixo, que eu vou adorar responder você nos próximos vídeos e artigos.

Shares
Share This