Empreender é uma característica que pode fazer parte da sua personalidade, mesmo antes do surgimento da ideia para um novo negócio. Uma pessoa com características empreendedoras é alguém que possui iniciativa, visão e comprometimento, entre outras qualidades. Quando você reúne características como essas possui o que chamamos de “potencial empreendedor”, ou seja, você tem tudo o que precisa para empreender.

O que distingue pessoas com o potencial empreendedor daquelas que empreendem de fato é somente a ideia. É ela quem dá vida a um projeto e transforma sonhos. E, do contrário do que se pensa, ter uma ideia nem sempre é fácil.

Se você estiver entre aqueles que possuem potencial empreendedor, mas ainda não teve sua grande ideia, siga conosco. Temos dicas para ajudar você nesse processo. Acompanhe!
 

Saiba buscar a inspiração

Nenhuma ideia surge do nada. Ela é fruto de intenso envolvimento com determinado tema. Aliás, as boas ideias costumam surgir dos problemas que aparecem. Isso se justifica: o que é o automóvel senão a solução para o transporte de longa distância? O que é o telefone senão a solução para a comunicação?

De uma maneira geral, as grandes ideias têm a ver com os problemas que as pessoas encontram pelo caminho, por isso, se concentrar na compreensão dos problemas (e não nas soluções) é o primeiro passo para ter uma boa ideia.


Transpire em busca da ideia para um novo negócio

A inspiração vem naturalmente quando você entende que existe um problema a ser resolvido. Esqueça a ideia de que os gênios são feitos de improviso. Thomas Edison, talvez o maior inventor de todos os tempos, costumava dizer: “a genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração”.

A transpiração aqui diz respeito ao tempo que você precisa dedicar ao assunto em questão. Por isso, procure se aperfeiçoar na área em que deseja empreender. Leia muito sobre ela, conheça profissionais, entenda com ela funciona. Enxergue os detalhes que nem todas as pessoas enxergam. Isso exige dedicação e amor ao que faz.
 

Faça benchmarking

O benchmarking é um processo de comparação que permite a uma empresa usar os métodos, produtos, serviços e práticas de outras empresas como referência para o próprio trabalho. Ele permite a você estar sempre de olho no que outras organizações estão fazendo para não ficar para trás.

É algo que todas as grandes companhias do mundo fazem e o que permite a elas se manterem no topo. Esse processo acontece quando você observa algo que está sendo bem-feito em outra empresa, busca entender a metodologia por trás disso e consegue incorporá-la ao seu próprio negócio.

O que isso tem a ver com a ideia? Tudo. Quando você sabe o que faz com que uma atividade seja bem-sucedida, pode adaptar os procedimentos para a sua própria atividade, mesmo que seja de natureza distinta.
 

Valide sua ideia

Mesmo que você acredite que sua ideia é genial, cabe sempre ao mercado dizer se sua proposta é boa ou não. Isso diz respeito a toda gama de envolvidos no projeto, como fornecedores, concorrentes e também clientes. Mas para que a sua ideia seja válida, é preciso que ela seja, primeiramente, apresentável.

Trabalhe, portanto, com um plano de negócios. Neste aspecto, o Sebrae deve ser um aliado no seu projeto. Quando você estrutura sua proposta de maneira racional, obtém condições de negociar melhor com todo tipo de colaborador, inclusive investidores.

Uma dica é se colocar no lugar do outro ao elaborar o plano de negócios. Imagine como seria se você tivesse que investir neste projeto. Esse tipo de ação ajuda a criar propostas mais interessantes.
 

Analise o mercado

Uma boa ideia oferece às pessoas aquilo que elas precisam e que, muitas vezes, ainda não sabem. Para chegar a algo com essas características, nada melhor do que fazer uma análise de mercado profunda. Essa análise envolve a identificação do público-alvo e, fundamentalmente, o conhecimento da concorrência.

Trabalhe com pesquisas. Elas devem ser sua fonte principal de conhecimento a respeito daquele espaço que ainda não foi preenchido.

Você pode encomendar uma pesquisa com algum instituto caso já tenha capital para esse investimento ou então trabalhar com pesquisas gratuitas disponibilizadas por empresas na internet. De qualquer forma, nunca avance em sua proposta sem antes saber se há espaço para ela no mercado.
 

Esteja atento ao surgimento de oportunidades

É importante ressaltar que as oportunidades estão sempre surgindo. Empresas, mesmo as mais adaptadas ao mercado, podem deixar brechas para novidades. Foi o que deu vida ao Uber. Quando ele surgiu, havia a necessidade de facilitar as caronas em áreas metropolitanas. Com os altos preços praticados por empresas de transporte público e táxis (uma brecha deixada por grandes empresas), o aplicativo tornou-se tendência mundial e hoje fatura milhões, aliás, bilhões.

Esteja atento ao mercado em que deseja empreender. Ao conhecê-lo bem, você consegue identificar problemas para propor soluções.
 

Faça aquilo que gosta

O ideal é que você mergulhe de cabeça no assunto que escolher para que as ideias surjam naturalmente. Elas virão em função dos problemas que aparecerem.

Por isso, a dica aqui é se concentrar naquilo que realmente ama. Você gosta de tecnologia? É isso o que motiva você a ficar até tarde acordado para entender mais sobre a área? Você se interessa por política? Carros? Esportes? O tema fica a seu critério, mas é importante que você seja leal consigo mesmo e pense menos no dinheiro e mais na dedicação ao lidar com algo que te motiva.

É engraçado pensar que as pessoas levam meses para decorar uma fórmula matemática que envolve no máximo três letras, mas conseguem memorizar em questão de minutos músicas inteiras como “Faroeste Caboclo”. O que acontece? É o interesse. Quem decora uma canção que dura 9 minutos e 10 segundos tem toda capacidade para decorar uma fórmula de três letras como E=mc², mas não o faz porque não se interessa pelo assunto.

Faça aquilo que gosta e chegue mais longe.
 

Monte um time forte

Trabalhar em equipe é fundamental para alavancar boas ideias. Nem sempre você terá condições de pensar, planejar, executar e mensurar as ações individualmente. Por isso, contar com pessoas ao seu lado faz toda a diferença. Reúna essas pessoas em torno de um foco para capitalizar quando as novas ideias surgirem.

Conhecimento técnico, experiência e bons contatos são essenciais para que todas as dicas anteriores sejam bem executadas. Invista nisso na montagem do seu time.

Depois de aprender mais sobre como ter a ideia para um novo negócio, que tal descobrir mais sobre a relação do dinheiro e felicidade: de que lado está sua carreira profissional?

 

Shares
Share This